Evitar o sal


5 / 7

Para o hipertenso não há verdadeiramente uma dieta específica a seguir a não ser no caso de ter outras doenças associadas como a diabetes, doença renal (nefropatia), colesterol elevado, excesso de peso ou uma insuficiência cardíaca. Mesmo com as tensões elevadas pode comer-se de tudo. No entanto, deve ter-se o cuidado de evitar o sal em excesso e de vigiar o peso de vez em quando para não engordar.

De uma forma geral, há um consumo excessivo de sal  em Portugal. Consumimos sensivelmente o dobro da quantidade recomendada de 5 gramas por dia. A maior parte do sal (cerca de 70%) que absorvemos (cloreto de sódio) está “escondida” em vários alimentos como o pão, os queijos, os congelados, as conservas, os enchidos ou o fiambre. Portanto, o sal que consumimos a mais não tem tanto a ver com o que tiramos do saleiro mas mais com os pratos já pré-preparados, molhos, tostas, certas aguas com gás ou de amendoins salgados. Se é hipertenso evite ter o saleiro na mesa para não se lembrar de colocar ainda mais sal nos alimentos (como nas batatas fritas, por exemplo) e sobretudo aprenda a conhecer os seus consumos ocultos (rotulagem) de modo a tentar diminuir o aporte. Na maioria dos casos de hipertensão não é obrigatória uma dieta sem sal exceto em caso de recomendação médica. É, por isso, permitido juntar sal na preparação de alimentos e não precisa comprar pão ou tostas sem sal.

– Algumas medidas nutricionais para reduzir o seu aporte de sal:

  • Veja os rótulos dos produtos quando vai às compras: prefira os alimentos que apresentam até 0,3g de sal por 100g de produto
  • Evitar preparar alimentos com muito queijo (pratos gratinados, com queijo ralado, etc.)
  • Prefira o pão com baixo teor em sal
  • Demolhe bem produtos conservados pela salga (como o bacalhau) ou evite o seu consumo
  • Evitar o consumo de aperitivos salgados, batatas fritas de pacote, frutos secos salgados, azeitonas ou tremoços salgados
  • Não adicionar sal aos pratos que já incluem sal na sua preparação (não colocar saleiro na mesa)
  • Evitar os legumes em conserva, as sopas de pacote ou pratos pré-preparados;